6ª Lição da Estação Cuidar

OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

Aprendendo os padrões do reino para que não haja conflitos. Estamos caminhando com Jesus e os encontros que marcaram a vida das pessoas. O encontro com Simeão: a espada que transpassa a alma. O encontro com os doutores da Lei: onde você pode ser encontrado. O encontro com João Batista:…

Série – Encontros: A Maravilhosa Pesca – Pra. Janaína Fontes, 13/07/2014

Imagem de Amostra do You Tube

  Depois de ensinar a multidão, Jesus desafia Simão a levar o barco ao alto mar e lançar a rede. Simão, mesmo depois de ter trabalhado a noite toda e nada conseguir, ouve a voz de Jesus e lança a rede. Então, pegaram tanta quantidade de peixes que Simão teve que pedir ajuda aos companheiros de outros barcos.

    Aprendemos aqui duas coisas:

  • O que Jesus mandar você fazer, já é uma conclusão da sua vitória. Se Simeão não ouvisse e nem tivesse colocado em prática a ordem do mestre, ele não viveria o milagre.
  • Quando entramos em equipe conseguimos ir a lugares que sozinhos não iríamos conseguir. Simão teve que pedir ajuda aos seus companheiros do outro barco, para que fossem ajuda-los. Em equipe eles encheram os barcos de tal maneira que quase iam a pique.

Lucas 5 (1-7)

1 E aconteceu que, apertando-o a multidão, para ouvir a palavra de Deus, estava ele junto ao lago de Genesaré;

2 E viu estar dois barcos junto à praia do lago; e os pescadores, havendo descido deles, estavam lavando as redes.

3 E, entrando num dos barcos, que era o de Simão, pediu-lhe que o afastasse um pouco da terra; e, assentando-se, ensinava do barco a multidão.

4 E, quando acabou de falar, disse a Simão: Faze-te ao mar alto, e lançai as vossas redes para pescar.

5 E, respondendo Simão, disse-lhe: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos; mas, sobre a tua palavra, lançarei a rede.

6 E, fazendo assim, colheram uma grande quantidade de peixes, e rompia-se-lhes a rede.

7 E fizeram sinal aos companheiros que estavam no outro barco, para que os fossem ajudar. E foram, e encheram ambos os barcos, de maneira tal que quase iam a pique.